Desenvolvimento infantil: a necessidade de uma educação de qualidade

Qual a importância de uma creche? Você em algum momento já parou para se fazer este questionamento? De acordo com a pesquisa “O impacto do desenvolvimento na primeira infância sobre a aprendizagem”, desenvolvida pelo Núcleo Ciência pela Infância, a educação infantil vem ganhando visibilidade mundial à medida que foi sendo percebida a importância que a educação tem para a formação e desenvolvimento das pessoas.

Desde a Constituição Federal de 1988, em que todos os cidadãos têm direito ao acesso à escola, e levando em consideração este princípio, a primeira meta do PNE (Plano Nacional de Educação) estipula que, até 2024, 50 % das crianças de 0 a 3 anos de idade tenham acesso à creche. Até 2015, aproximadamente 3,5 milhões de crianças estavam em creches, o que corresponde a 30,4%, dados extraído do indicador calculado pelo “Todos Pela Educação”- PNAD/IBGE.

Em um comparativo do observatório do PNE é possível também observar os dados referentes ao Maranhão, onde a porcentagem de crianças de 0 a 3 na escola no ano de 2015 era equivalente a 23,2%, aproximadamente 123.266 crianças. Já o número de crianças de 0 a 3 anos que frequentavam a escola é 20,3%, segundo dados do Censo Demográfico realizado em 2010.

Apesar da evolução ao longo dos anos, o número de crianças que não têm a acesso à educação ainda é grande, e as poucas creches que existem ainda carecem de uma melhor estrutura para receber a grande demanda. Algumas coisas são básicas para que a evolução aconteça, como por exemplo: profissionais com a formação necessária para entender as necessidades e propiciar condições para que haja desenvolvimento; infraestrutura boa; ambiente adequado para que a criança tenha espaço para desenvolver suas atividades; participação dos pais, etc.

“O que aprendemos na infância fica para toda vida, quanto mais experimentamos situações boas e saudáveis na primeira infância melhor nos desenvolvemos, daí também a importância das creches, com conteúdos organizados do brincar, cuidar e experimentar, que são estruturantes no desenvolvimento de cada criança”, afirma a professora e diretora da Formação Faculdade Integrada (FFI), Regina Cabral.

 

Texto: Yara Mendes

Revisão: João Carlos Raposo

Foto: Lucas Fonseca

Print Friendly
Top